TUCANUÇU – REDESCOBRINDO A NATUREZA #5

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Oii pessoal! Como estão? Eu vou  bem, e espero que vocês também! 🙂

Sejam Bem-vindos todos vocês! Bem… o que temos pra hoje? Ora, mais um vídeo original da Brotando Consciência! O quinto da série Redescobrindo a Natureza. Só pra alegrar o seu dia. Vamos lá?! Lembre-se de que a beleza está nos olhos de quem vê… Podemos ver e reproduzir mais beleza no mundo, na Vida!

Gosta de animais?

Então não vá perder as cenas desses Tucanos-toco fazendo altas performances na mira da nossa câmera! O nome popular deles “Tucanuçu” e “tucanaçu” vêm do tupi tukanu’su, que significa “tucano grande. São chamados de tucanuçu, tucanaçu, tucano-grande e tucano-boi, variando entre as regiões do Brasil. A série Redescobrindo a Natureza tem como foco a observação e a contemplação da natureza como fonte de prazer, conhecimento e desenvolvimento. Muitas vezes é observando os outros seres vivos que percebemos semelhanças e diferenças que nos trazem maior consciência sobre nossa própria vida como seres humanos. Sem a necessidade de compreender a princípio cada ação ou momento de quietude. Sem precisar humanizar os animais e tudo o que eles fazem, mas ao contrário apenas estar na presença deles podendo registrar momentos da vida única de cada indivíduo é nossa maior satisfação.

Nem preciso dizer o quanto a natureza é perfeita em sua existência as cenas falam por si. Não é? Os animais e paisagens que registramos são parte das nossas experiências mais sutis e pessoais. Somos definitivamente amantes incondicionais da natureza, não importa se aos nossos próprios olhos às vezes ela possa ser realmente dura. O que importa é essa dança constante de inteligência e energia, é esse fluxo dinâmico e instintivo da vida que enche nossos olhos. O sol, o vento no rosto, o cheiro da terra e da umidade, isso é o que fica eternamente lá no fundo, lá no âmago do ser. Certos momentos nem conseguimos descrever porque gostamos tanto de estar no campo, nas matas, no mar, nas montanhas, rios e cachoeiras, apenas sentimos que esses são lugares onde SEMPRE queremos estar, e sempre que possível voltamos até lá. E os animais, claro, sempre nos proporcionam ainda mais contentamento compartilhando conosco a sua presença, muitas vezes discretíssima! Mas estaremos lá com nossa humilde câmera e também aqui com vocês pra compartilhar posts dos mais animais! No sentido literal da coisa.

Mas chega de conversa e vamos curtir os flagras em vídeo desses lindos tucanos? Que por sinal são ícones mundiais quando se representa a rica fauna brasileira.

Características dos Tucanos

Ramphastos toco é o maior representante da família Ramphastidae. Geralmente tem 56 cm de comprimento e pesa cerca de 540 gramas. Não apresenta dimorfismo sexual. A plumagem é uniformemente negra da coroa ao dorso e no ventre. Dispõe de uma pele nua amarela ao redor do olho e suas pálpebras são azuladas. O papo é branco e frequentemente tingido de amarelo. O uropígio é branco e a plumagem embaixo da cauda, que forma o crisso, é avermelhada.

A característica mais notável da espécie Ramphastos toco é o grande bico alaranjado, que pode medir 22 cm. O bico é constituído de tecido ósseo esponjoso, formando uma estrutura não maciça e areada como um favo-de-mel. Isso torna o bico mais leve e, portanto, não dificulta o voo. A ponta da maxila possui uma grande mancha negra.

Estudos realizados comprovaram que o seu bico também serve com um dispersor natural de calor, devido ao número de vasos sanguíneos nele presentes em contato com o ambiente. Filhotes apresentam bico curto e amarelo, sem a mancha negra. A pele ao redor dos olhos é esbranquiçada e a garganta é amarela. Vivem em média 40 anos.

É encontrado nos dosséis das florestas tropicais da América do Sul, desde as Guianas até o norte da Argentina e é o único tucano que pode ser encontrado em campos abertos, como o cerrado, e na amazônia, ao contrário dos outros exemplares que vivem em mata fechada.

É comum ver essa ave nas matas, nos cerrados e até mesmo nas áreas urbanas das cidades. Tanto quando estão de passagem, quanto por ocorrência do desmatamento eles também procurarem comida em área em torno das cidades. Os tucanos são animais onívoros. Alimenta-se de insetos, lagartos, ovos, filhotes de outras aves e, principalmente, frutos Seu hábito alimentar é diurno. Costuma descer ao solo para aproveitar-se dos frutos que estejam caídos.

A reprodução do tucano-toco ocorre no final da primavera, quando a fêmea bota de 2 a 4 ovos em ninhos localizados no alto dos troncos das árvores. O casal se reveza na tarefa de chocar os ovos, os quais eclodem entre 16 e 20 dias.

Ao nascer, a aparência dos filhotes é desproporcional, o bico é grande e o corpo, pequeno, os olhos só abrem após três semanas de nascimento e os pais cuidam de seus filhotes até eles saírem dos ninhos, o que ocorre em seis semanas. A coloração do bico só é definida meses após o nascimento. O tucano-toco ainda não é uma espécie ameaçada de extinção, entretanto tem sido capturado e traficado para outros países para ser vendido em lojas de animais. Como consequência, ocorre a diminuição de sua população nas florestas, pondo em risco a variabilidade genética, como também a morte de muitos animais durante o transporte.

Eai, gostou do vídeo? Veja mais aqui e acompanhe as novidades nas redes sociais!

Referências: Wikipédia

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *