ESTUDO CONCLUI QUE AYAHUASCA NÃO TEM EFEITOS NEGATIVOS A LONGO PRAZO

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Estudo avaliou mais de cem pessoas usando ayahuasca há 15 anos.

cipó maririAyahuasca mudou a vida de inúmeras pessoas para melhor. Tão importante quanto isso, a pesquisa mostrou que mesmo o uso a longo prazo da substância psicodélica não causa efeitos psiquiátricos ou neuropsicológicos negativos.

Uma série de estudos realizados ao longo das últimas décadas produziram evidências de que a ayahuasca – que é produzida a partir de plantas que crescem na selva amazônica e quando ingerida leva seus usuários a uma jornada espiritual psicodélica – não prejudica as pessoas que a consomem. Um estudo de 2012 conduzido pelo Hospital Sant Pau em Barcelona levou para casa a mensagem com rigor científico.

A pesquisa analisou 127 pessoas que tinham usado ayahuasca, pelo menos, duas vezes por mês por 15 anos e comparou-as com um grupo que nunca tinha tomado a substância. Depois de passar por uma série de entrevistas e testes, o estudo concluiu que “não há evidência de desajuste psicológico, deterioração da saúde mental ou transtorno cognitivo no grupo que estava usando ayahuasca.” Os usuários de psicodélicos ainda pontuaram melhor em alguns dos testes cognitivos do que a contraparte.

Usuários de ayahuasca também apresentaram menores taxas de depressão, ansiedade, hostilidade, preocupação e outros traços negativos do que os indivíduos do grupo controle, e superiores em autotranscedência e orientação espiritual. “Tomados em conjunto, os dados apontam para melhor estado geral de saúde mental e adaptação biopsicossocial no grupo consumidor de ayahuasca em comparação com os indivíduos-controle” diz o estudo.

Ayahuasca tem sido amplamente utilizada para a cura e em cerimônias religiosas por séculos entre certos grupos nativos da Amazônia. Nas últimas décadas, sua popularidade vem se espalhando em outras partes do mundo e há um interesse crescente na utilização da substância para tratar transtornos mentais como depressão, ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático e toxicodependência que assolam o mundo ocidental. Para estes tratamentos ganharem força, as pessoas precisam ser tranquilizadas que a ayahuasca é segura e tem pouco ou nenhum efeito colateral importante.

O estudo de 2012 percorre um longo caminho a esse respeito, porque usou um tamanho de amostra maior do que a pesquisa anterior, realizando uma ampla gama de testes e seguiu seus resultados com uma nova rodada de testes de um ano depois. Ao longo de toda a evidência permaneceu consistente: ayahuasca não causa danos a longo prazo para seus usuários.

O estudo foi financiado pelo International Center for Ethnobotanical Education, Research & Service, ou ICEERS. Embora não haja nenhuma evidência específica de dano, ICEERS recomenda às pessoas com problemas cardíacos e pessoas que tomam medicamentos relacionados com a serotonina como antidepressivos, evitarem ayahuasca como uma precaução.

O estudo de 2012 menciona que havia uma certa auto seleção quando se tratava do assunto – qualquer um que tinha experimentado dano com ayahuasca presumivelmente não iria continuar a tomá-lo de forma consistente por 15 anos. No entanto, a ciência da forma como a substância funciona no cérebro corrobora relatórios de resultados benéficos. Ayahuasca permite que o cérebro ignore algumas vias construídas, o que significa, por exemplo, que as pessoas são capazes de superar as respostas arraigadas a um estímulo baseado em trauma passado. Os usuários são realmente capazes de redefinir algumas das conexões do cérebro para curar as feridas do passado, em outras palavras.

A chave para os efeitos curativos também pode ser o caminho. A substância é administrada em cerimônias tradicionais. “Não é a ayahuasca”, disse o psiquiatra e especialista em dependência Dr. Josep Fabregas em um documentário sobre o psicodélico. “É o uso ritual da ayahuasca”.

Em qualquer caso, parece claro que quando se trata de tratamentos de ayahuasca, os profissionais podem ter certeza de que eles estão observando a primeira regra da medicina – não causar dano.

Originalmente por Aaron Kase

Tradução e imagem por Tais Queiroz

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

6 thoughts on “ESTUDO CONCLUI QUE AYAHUASCA NÃO TEM EFEITOS NEGATIVOS A LONGO PRAZO

  1. A ayahuasca (chá) só trouxe beneficios para mim.Quero agradecer,a Deus por ter deichado estas plantas maravilhosas para proporcionar o nosso crescimento espiritual,ou seja nos ajudar a evoluir:grato.

  2. Sou usuaria há 1, 5 anos. Tenho 64 anos e afirmo que mudou tudo e mais alguma coisa em minha vida. Brilho total de minha mente e emoções. Altamente curador.
    Jaya ahow

  3. TENHO ETERNA GRATIDÃO,MINHA VIDA ESPIRITUAL , MATERIAL, VIDA EM FAMÍLIA MUDOU MUITO FAÇO PARTE DA IRMANDADE E POSSO DIZER QUE CONHECI A FELICIDADE DA ALMA DEUS ILUMINE O NOSSO PLANETA QUE NECESSITA DE MUITO AMOR FRATERNAL E SABEDORIA.

  4. Bom dia -aqui é o R.Paiva já comungo o chá da Ayahuasca desde o ano de 1997 quando cheguei no centro espirita união do vegetal ,eu usava drogas pesadas e me libertei em pouco tempo ,e atualmente faço um trabalho ,com dependente químico ,temos um centro espirita que usamos a ayahuasca no ritual religioso ,e só tenho a agradece o Grande Arquiteto do Universo -por eu ter conhecido a ayahuasca , e minha esposa ,meu filho ,e minhas duas filhas tambem comunga o chá e vivemos muito bem graças a Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *