RESPIRAÇÃO HOLOTRÓPICA – A CURA PELA CONSCIÊNCIA

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Respiração Holotrópica

Esta prática popular é conhecida por induzir um estado psicodélico sem o uso de psicodélicos.

(Collective Evolution)

vortex

Os seres humanos têm um apetite único por experimentar estados alterados de consciência, e esta inclinação é evidente em muitas facetas da cultura social, tal como a nossa atração por álcool, cafeína, nicotina, drogas psicodélicas, e muito mais.

Mas é possível acessar esses estados alterados sem a ajuda de uma substância? Será que todos nós possuímos os mecanismos internos para curar nossos traumas latentes?

Dr. Stanislav Grof, psiquiatra de 83 anos de idade, nascido na Tchecoslováquia fascinado pelas capacidades curativas de estados não ordinários de consciência, tem apenas uma resposta a estas perguntas.

Stanislav ensina uma técnica poderosa chamada respiração holotrópica, uma prática que vem desenvolvendo e ensinando aos clientes desde meados dos anos 70.

O que torna a respiração holotrópica particularmente fascinante é a sua notável capacidade de induzir estados psicodélicos.

O processo em si é bastante simples: ele combina respiração acelerada com música evocativa em um ambiente especial. Enquanto que a pessoa se coloca em um tapete com os olhos fechados, cada uma usa a sua própria respiração e a música no quarto para entrar em um estado não ordinário de consciência.

Este estado ativa o processo de cura interior natural da psique do indivíduo, trazendo-lhe um conjunto particular de experiências internas. Com essa inteligência curativa interior orientando o processo, a qualidade da experiência e do conteúdo trazido à tona é único para cada pessoa, e em determinado tempo e lugar. Embora temas recorrentes sejam comuns, nunca ocorrem duas sessões iguais.

Como o LSD inspirou a técnica de Respiração Holotrópica?

Groff

Durante as fases iniciais da carreira de Stanislav, o LSD tinha acabado de explodir no rol da investigação científica e psicoterapia.

Enquanto trabalhava com LSD, Stanislav desenvolveu um quadro teórico para a psicologia pré-natal e perinatal e psicologia transpessoal em que viagens de LSD e outras experiências poderosamente emocionais foram mapeados como as primeiras experiências fetais e neonatais de uma pessoa.

No entanto, seu trabalho foi interrompido depois que o LSD e outros psicodélicos foram proibidos na década de 1960 sob o Ato de Substâncias Controladas. Stanislav sabia que esses estados alterados tinham um profundo poder de ajudar as pessoas, e esse conhecimento estimulou-o a desenvolver uma técnica que permita que as pessoas acessem esses estados sem drogas.

Respiração holotrópica, uma técnica que poderia ser vista como magnum opus de Stanislav.

Por que tentar Respiração Holotrópica?

Diz-se que traumas subconscientes de nosso passado permanecem escondidos nos cantos profundos de nossa psique. Aqui, eles apodrecem, e acabam emergindo como doenças físicas ou emocionais mais tarde em nossas vidas, mas muitas vezes mascaradas por nossos egos.

Este é o lugar onde a respiração holotrópica vem a calhar. A técnica tem sido conhecida por ajudar a aliviar a dor crônica, modificar a depressão, liberar a raiva, melhorar as condições médicas, como asma, enxaqueca ou tensão pré-menstrual, apoiar a recuperação de vícios, ter insights intuitivos, ou simplesmente fornecer clareza em áreas problemáticas de nossas vidas.

Além disso, os participantes relatam que os ajudou a encontrar significado e propósito na sua vida, deixar pensamentos negativos, diminuir o medo da morte, liberar o estresse e trauma acumulados, bem como uma sensação de maior conexão com o físico, emocional e partes espirituais de si mesmos.

Além disso, a investigação sobre Respiração Holotrópica tem sido substancial nas últimas 3 décadas. Estes estudos e análises forneceram resultados positivos no potencial da Respiração Holotrópica. Para ver revistas e jornais falando sobre Respiração Holotrópica, veja o site de HB Stanislav.

O que esperar durante uma sessão de Respiração Holotrópica?

Breathwork

O processo envolve um participante e um “sitter” (baba). O trabalho do sitter é simplesmente estar disponível para o participante, e, e se não forem necessário, não incomodá-los. O mesmo vale para o facilitador que conduz suavemente a sessão com a música.

O participante se deita em uma esteira, e é guiado primeiramente através de níveis mais profundos e mais profundos de relaxamento. Em seguida, o facilitador irá ajudar a guiar o início da respiração, aconselhando-os sobre o seu ritmo de respiração e ao mesmo tempo, incentivando-os a encontrar o seu próprio ritmo.

Nas próximas 2-3 horas, os participantes irão experimentar vários níveis de estados alterados com a música evocativa levando-os cada vez mais fundo em sua própria psique. Alguns sentam-se, outros se enrijecem, choram, ou movem-se com a música.

As experiências podem incluir uma variedade de sensações físicas, profundos sentimentos de alegria ou serenidade, “sleep iogue”, ou estados meditativos. Re-experiência de alguns traumas ou do processo de nascimento, enquanto outros relatam encontros com histórias míticas ou arquetípicas, experiências de vida passada, ou despertares espirituais ou religiosos diretos.

Muitas visões de imagens emocionalmente carregadas, sentir a energia se movendo através de seus corpos, receber insights intuitivos, e esclarecer questões problemáticas em suas vidas.

Como você pode ver, a respiração holotrópica oferece a cada participante uma experiência única.

A Respiração Holotrópica pode ser a ferramenta ideal para você.

Com mais de 619 facilitadores treinados e certificados pelo Grof Transpersonal Training, oferecendo oficinas em 36 países, experimentar os benefícios da HB (Holotropic Breathwork) é possível para muitos.

Certifique-se de verificar o site da associação international association for holotropic breathwork para mais informações.

O que você acha desta técnica? Sebe de outras maneiras para induzir estados alterados de consciência, sem a utilização de uma substância? Compartilhe conosco abaixo!

Republicado com a permissão de: Collective Evolution

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *