Lidando com o estresse de forma eficaz para uma vida mais consciente

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Lidando com o estresse de forma eficaz para uma vida mais consciente

stress/estresseSem querer abrir a grande discussão sobre o estresse, mas apenas demonstrar dois pontos limitantes:

1 O estresse não é bom pra você

2 A maioria das pessoas não lida de forma eficaz com o estresse

Para quem busca criar um estilo de vida consciente é importante enfrentar essas dois pontos. Ter consciência é estar aberto, alerta, pronto para enfrentar desafios desconhecidos, e ser capaz de novas respostas. Quando você está sob estresse, essas qualidades são comprometidas. Basta o estresse estar alto o suficiente e as funções cognitivas se invertem. Nos estados de estresse a mente se fecha como num ato de autodefesa. Nessa condição, é muito difícil a mente estar atenta e aberta.

Mas o fundamental é que o estresse é basicamente prejudicial para você. Os hormônios como cortisol e adrenalina liberados na resposta do corpo ao estresse, devem ser temporários no organismo. Seu efeito é preparar a resposta de luta ou fuga, acionada em uma área primitiva do cérebro, porque a luta ou fuga é uma herança do nosso passado pré-humano. Em resposta ao stress, uma via privilegiada é aberta para lidar com situações de emergência, enquanto que ao mesmo tempo as funções mais elevadas do cérebro são suprimidas temporariamente.

Não se pode ser uma pessoa saudável e sustentar um alto estado de alerta, explosões de energia, alta frequência cardíaca, pressão arterial elevada, e outras marcas da resposta orgânica de luta ou fuga. Fisicamente, a ação do hormônio deve ter um fim, levando ao estado oposto – ficar sonolento, perder energia, e ter dificuldade em permanecer alerta e focado. Os chamados viciados em adrenalina deliberadamente induzem um estado de excitação, porque gostam de ser altamente excitados, e eles presumivelmente valorizam a coragem, euforia, e instinto assassino que a resposta ao estresse traz.

O que eles esquecem é o lado negativo. Eles também podem não estar cientes do dano físico que provocam à muitas partes do corpo, uma vez que vários processos (como crescimento, a digestão, a oxigenação dos músculos) são temporariamente desligados durante a luta ou fuga, que deve ser considerado um estado anormal, desequilibrado um estado em que ninguém iria estar continuamente. Como especialistas em estresse afirmam ao longo de décadas: o estresse de baixo nível de vida moderno engana o corpo em desencadear uma condição limítrofe de luta ou fuga, que não é bom para nós. O “estresse normal”, como o enfrentado no trânsito contribui para hipertensão e doença arterial coronariana, juntamente com a suscetibilidade a infecções, insônia e muito mais.

Então, esses seres altamente competitivos que se vangloriam de que prosperam em estresse estão vivendo em um mundo de fantasia quando você considera o potencial de dano causado aos seus corpos. Os estudos mais recentes sobre os efeitos genéticos de exercício, dieta, meditação, e redução do estresse conduzidos Dr. Dean Ornish, um perito em reverter doenças cardíacas, sugere que um estilo de vida saudável produz condição benéfica a todos quantos 400-500 genes estudados. Isto implica que os mesmos genes são prejudicados por um estilo de vida negativo que ignora o manejo correto do estresse.

Nós apenas agora estamos começando a entender que estados subjetivos como dor e felicidade não são padronizados. De fato, como estamos constantemente a remodelar o cérebro e o sistema nervoso através da experiência cotidiana, cada um de nós está estruturando uma resposta única para o mundo, incluindo a nossa resposta ao estresse. Isto implica que há pessoas com alta tolerância para o stress e pessoas com baixa tolerância, assim como há para dor. Mas se você colocar soldados sob a alta tensão de batalha, eventualmente, todos eles se ficarão em estado de choque a menos que passem tempo longe das linhas de frente. Bombeiros e policiais que responderam questionário sobre situações estressantes em grupo mostraram elevadas taxas de sintomas pós-traumáticos.

Portanto, não tente, muitas vezes, inconscientemente fazer o estresse seu aliado, nem supervalorizando nem virando as costas para o problema. A escolha consciente é reconhecer que a vida moderna é um campo de batalha de baixo nível de estresse, por vezes, com picos em alta tensão, que vai ter um efeito prejudicial ao longo do tempo, a menos que você lide com o estresse da vida diária de uma forma consistente e eficaz.

Tradução livre da publicação: The conscious lifestyle facing tour stress
F
oto/Imagem

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *