Como eu me alimento para controlar minha ansiedade

Facebooktwitterpinterest

Por Quentin Vennie

Como alguém que tem lutado contra a ansiedade por mais de 15 anos, tenho experiência em primeira mão do quão debilitante e modificadora da vida ela pode ser.

Eu fui diagnosticado com ansiedade e depressão aos 14.

Meu médico queria controlá-la com Prozac, que era usado para tratar depressão e transtornos de comportamento, apesar do fato de que eu não tinha problemas de comportamento.

Ele não forneceu qualquer informação adicional ou opções alternativas de tratamento. Então, eu não fiz nada.

Anos mais tarde, eu fui diagnosticado com ansiedade generalizada e transtorno do pânico aos 26. Em oito meses do meu diagnóstico, eu estava atolado em um vício em meus remédios de ansiedade com risco de vida, que na época era a única opção de tratamento que foi fornecida para mim.

No entanto, depois de suportar vários apagões e abuso de álcool e sobreviver a uma overdose acidental, as coisas tinham que mudar se eu queria viver.

Hoje, eu sou livre de drogas, pratico yoga e meditação e cuido em como me alimento para controlar minha ansiedade.

Como um treinador de bem-estar trabalhando principalmente com pessoas que sofrem com a ansiedade, eu sempre incentivo meus clientes a avaliar a sua dieta. Aqui está um dia típico do que comer para mim:

6h:30min Café-da-manhã

Foto: Quentin Vennie

Eu gosto de começar meu dia com cerca de 16 a 24 colheres de suco verde fresco antes de comer qualquer coisa. É uma ótima maneira de dar ao meu corpo alguns nutrientes muito necessários como primeira coisa na parte da manhã.

Eu normalmente espero cerca de 20 minutos depois que eu terminei meu suco antes de sentar e comer. A maioria das manhãs eu gosto de frutas frescas, com alguns ovos mexidos orgânicos livres de jaulas.

Eu faço exercício cerca de quatro vezes por semana, além de fazer yoga, assim as fibras e proteínas na parte da manhã realmente ajudam a alimentar o meu corpo para o dia. Frutas (mirtilos especialmente) são ricos em fitonutrientes e antioxidantes e são considerados extremamente benéficos para aliviar o stress e ansiedade e melhorar a função cerebral.

10 horas – Lanche

Foto: Quentin Vennie

Depois de deixar meus filhos na escola em torno de 8:30, o restante da minha manhã é dedicado a um ou outra conversa de coaching com clientes, respondendo e-mails, ou trabalhando em meu primeiro livro.

Na maior parte é uma combinação de todos os três, por isso, 10 horas estou pronto pra um lanche rápido. Prezo pela  conveniência, por isso meu lanche  diariamente é uma banana com manteiga de amêndoa e um chá quente.

Amêndoas contêm zinco, que é um nutriente importante na manutenção de um humor equilibrado, além de B2, vitamina E, ferro, gorduras saudáveis, e proteína.

Chá de hortelã (meu favorito) ajuda na digestão, reduzir a inflamação e relaxa o corpo e a mente.

12h:15min – Almoço

Foto: Quentin Vennie

Tento manter meu almoço leve e cheio de legumes, não gosto de comer um monte de vegetais crus (por isso que eu faço suco), sempre busco algo saboreável, pro suco é a couve.

Gosto de misturar cores, então faço minhas saladas coloridas e brilhantes. Nesta salada em particular, adicionei um pouquinho de quinoa, pimentão amarelo e vermelho frescos, cerejas secas sem açúcar e sementes de girassol.

Rego sobre ela meu vinagrete caseiro (vinagre, limão, azeite de oliva extra-virgem, sal, e pimenta).

Além da quinoa ser uma proteína completa, aumenta os níveis de serotonina no cérebro. É naturalmente sem glúten e também um grande recheio.

O que mais gosto é que é uma semente, não um grão, assim não tem os efeitos inflamatórios de outros carboidratos, como o trigo.

3h:15min – Lanche

Foto: Quentin Vennie

Eu costumo ir a academia em torno de 1 hora e meia, com exceção das terças e quintas-feiras, quando eu faço treinamento de boxe a noite.

Pego meus filhos na escola logo após o treino, logo estão de volta em casa para começar a lição de casa e tomar um lanche pós treino.

O lanche escolhido hoje foi um smoothie proteico de mirtilo.

Misturei uma banana congelada, mirtilos congelados, leite de amêndoa, e uma colher de baunilha vegan. É satisfatório e muito delicioso.

6h:30min – Jantar

Foto: Quentin Vennie

Um dos piores sentimentos do mundo para mim é ter um dia produtivo, em seguida, comer demais no jantar, e cair em um “coma alimentar”.

Pois sempre me sinto um lixo na manhã seguinte.

Então, assim como no almoço, tento manter o jantar leve e cheio de legumes.

Gosto de experimentar na cozinha com sabores e texturas diferentes, mas esta noite eu mantive-o bastante simples.

Eu fiz um macarrão com abobrinha, cebolas salteadas, alho e os pimentões vermelhos e amarelos que tinham sobrado do almoço, salteei eles com um camarão na frigideira e salsa picada.

Eu não sou vegano, mas a minha dieta consiste principalmente de frutas frescas, legumes, feijões e leguminosas. Como frutos do mar cerca de três vezes por mês.

Não como qualquer outra carne, açúcar refinado, ou alimentos processados, e muito poucos grãos.

No entanto, eu desfruto de um copo (ou dois) de vinho tinto algumas noites por semana  – tudo com moderação!

Se você está lutando com a ansiedade, eu recomendo fortemente que você avalie o que você está colocando em seu corpo.

Há uma clara ligação entre os alimentos que comemos e como nos sentimos ao longo do dia, e mudanças na dieta podem fazer uma enorme diferença.

[Via]

Facebooktwitterpinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.